visitas de aluguel na pandemia

Como têm sido as visitas de aluguel na pandemia?

Já estamos há mais de um ano vivendo a pandemia causada pelo covid-19. Mesmo que a situação esteja começando a melhorar em algumas localidades, ainda estamos sentindo os impactos diretos e indiretos causados pelo vírus, e o setor imobiliário não é exceção — especialmente quando falamos dos contratos e das visitas de aluguel na pandemia.

Neste texto, a Adriano Imóveis fala mais a respeito do assunto. Vamos mostrar um pouco dos impactos que o descontrole da doença teve no mercado de forma geral e, na sequência, explicamos como estão funcionando as visitas de aluguel na pandemia.

Continue lendo e entenda!

 

Impactos da pandemia no mercado imobiliário

Você se lembra do começo da pandemia? Muitas pessoas perderam seus empregos, enquanto outras tiveram as jornadas reduzidas, assim como os salários. Com isso, não foram poucos os casos de inquilinos que deixaram de ter as condições necessárias para se manter onde moravam.

A consequência? Muitos contratos quebrados, famílias saindo das casas onde moravam e proprietários ficando sem uma de suas fontes de renda.

Some isso aos crescentes avanços do Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) — que fez com que renovações de contrato deixassem o valor do aluguel muito mais alto — e o resultado é ainda mais encerramentos de contratos.

A situação também foi ruim para quem queria visitar imóveis para se mudar. Com o medo da contaminação, como fazer para conhecer uma casa ou apartamento e planejar todo o processo de uma mudança? Mesmo mais de um ano depois, os impactos ainda estão sendo sentidos.

No entanto, precisamos adotar soluções, sobre as quais falamos em seguida.

 

Visitas de aluguel na pandemia: como têm sido?

 

Tour virtual

Além das fotos, que já são comuns há vários anos nos anúncios de imóveis, um costume que cresceu para nos adaptarmos às visitas de aluguel na pandemia foi a produção de vídeos — as famosas tours virtuais.

Proprietários e imobiliárias se dedicaram a produzir vídeos dos imóveis, mostrando todos os detalhes necessários para que o futuro inquilino conseguisse se planejar. Com isso, o mercado possibilitou uma visita praticamente completa sem exigir nenhum tipo de deslocamento ou contato com terceiros.

É importante citar que a modalidade da tour virtual já existia antes da pandemia, principalmente com o advento das imobiliárias digitais que pudemos observar nos últimos anos. Contudo, foi a necessidade de realizar visitas de aluguel na pandemia que fez o formato ganhar ainda mais força.

 

Visitas presenciais

Apesar das tours virtuais serem uma ótima alternativa, chega um ponto da negociação em que o futuro inquilino deve visitar o imóvel presencialmente. Nesses casos, o que deve ser feito é seguir as mesmas recomendações para qualquer outra interação presencial.

Todos que estiverem presentes devem manter o distanciamento, usar máscaras e, sempre que possível, higienizar as mãos com álcool em gel. Assim, as visitas ainda podem ser feitas quando forem necessárias sem que as pessoas se exponham muito.

 

E a Adriano Imóveis não é exceção à regra. Nós também estamos cada vez mais digitais, trazendo fotos e vídeos nas páginas de cada imóvel disponível para compra e aluguel. Quer saber mais e conferir alguns deles? É só entrar em contato conosco!

Você pode gostar

tempo mínimo de aluguel

Existe tempo mínimo de aluguel para fechar um contrato?

seguro incêndio na locação

Seguro incêndio na locação: é obrigatório? E quem deve pagar?

como anunciar um imóvel

Saiba como anunciar um imóvel para alugar

reforma simples

Como fazer uma reforma simples antes de alugar seu imóvel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *