kitnet

Loft, flat, studio e kitnet: qual é a diferença?

Com as grandes cidades ficando cada vez mais ocupadas, a principal missão de arquitetos e engenheiros — assim como de construtoras — é aproveitar da melhor forma os espaços disponíveis. E foi com esse objetivo em mente que diferentes tipos de imóveis compactos surgiram, sendo o loft, o flat, o studio e a kitnet os principais deles.

No entanto, o espaço reduzido é uma das poucas características compartilhadas por todos esses exemplos. Para além disso, eles possuem muitas diferenças entre si — mesmo que muitas pessoas não façam ideia disso e seja até comum confundir uns com os outros.

Neste texto, a Adriano Imóveis te explica todas as diferenças entre cada um deles, detalhando as principais características de cada um. Para entender melhor, é só continuar a leitura abaixo!

 

Entendendo as diferenças

 

Loft

Tendo sua origem nos Estados Unidos e na Europa entre as décadas de 60 e 70, o loft é sinônimo de reaproveitamento de espaços. Com a evolução que ocorreu nesses anos, diversos edifícios comerciais mais antigos deixaram de atender as necessidades tecnológicas da época, não mais podendo ser utilizados como tais.

Foi então que eles foram transformados em unidades residenciais. Na maioria dos casos, estamos falando de galpões, armazéns e depósitos, quase sempre localizados em antigos bairros industriais.

Tudo isso faz com que lofts sejam amplos, sem paredes dividindo cômodos e com um pé-direito bem maior que o convencional. Além disso, costumam ter grandes janelas.

 

Flat

Quando comparado aos outros tipos, o flat conta com um diferencial bastante característico: a disponibilização de serviços hoteleiros — desde recepção e lanchonete até mesmo limpeza do apartamento. Estruturalmente falando, tem as mesmas configurações de um apartamento convencional, com todas as divisões de cômodos.

São raros os casos em que podem ser encontrados para compra, sendo o aluguel muito mais comum. É o modelo ideal para pessoas que não pretendem passar muito tempo na mesma cidade e que não têm tempo para as atividades rotineiras que outros tipos de imóveis exigem.

 

Studio

O studio, por sua vez, pode ser bem semelhante ao loft no sentido da amplitude do imóvel. A diferença está nas divisões internas — que, enquanto não existem no loft, fazem parte da composição do studio. A cozinha, por outro lado, quase sempre segue o modelo de cozinha americana, sendo ligada à sala.

Outro diferencial dos studios é que eles normalmente estão em condomínios com opções de lazer, incluindo piscina, academia, sala de jogos, entre outros. O principal público aqui são os casais jovens e sem filhos.

 

Kitnet

Por fim, o imóvel compacto mais conhecido pelos brasileiros: a kitnet. Normalmente, tem poucas divisões, contando com quarto, banheiro, uma pequena cozinha e, às vezes, sala. Seu tamanho médio vai de 20 a 40 metros quadrados.

Entre todos os imóveis compactos que trouxemos, a kitnet é o menos valorizado — o que também a faz ser mais barata. Uma grande vantagem em relação a esses imóveis é que, em sua maioria, eles ficam nos grandes centros, facilitando as vidas de quem trabalha nesses locais.

 

E aí, aprendeu as diferenças? Sabendo as características de cada um, será muito mais fácil escolher seu imóvel ideal, não acha? Caso tenha gostado do texto e queira continuar recebendo o conteúdo da Adriano Imóveis, siga-nos no Facebook e no Instagram!

Você pode gostar

orçamento mensal

Como definir um orçamento mensal de gastos com aluguel?

alugar ou financiar

Alugar ou financiar um imóvel: qual a melhor opção?

reformas que valorizam um imóvel

3 reformas que valorizam um imóvel

praias de florianópolis

5 praias de Florianópolis que você não pode deixar de conhecer!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *