seguro de imóvel

Seguro de imóvel: conheça todos e veja as diferenças

Todos sabemos que imprevistos acontecem. Mesmo não podendo fazer nada para evitá-los, é fundamental que se esteja preparado para lidar com eles da melhor forma possível. É por esta razão que os seguros existem — quaisquer que sejam eles. Entre os mais comuns, os que podem ser citados são o seguro de vida e o seguro automotivo. Porém, outro que vem sendo muito contratado é o seguro de imóvel, assunto do nosso texto de hoje.

Mas você sabia que há mais de um tipo de seguro de imóvel? Na verdade, existem 5 tipos a serem escolhidos, cada um cobrindo aspectos diferentes e adaptado para casos específicos baseados nas necessidades do contratante. Na sequência deste texto, a Adriano Imóveis te apresenta e explica cada um dos 5 tipos de seguro de imóvel.

Boa leitura!

 

5 tipos de seguro de imóvel

 

1. Seguro habitacional

Começamos com o seguro habitacional. Este tipo de seguro de imóvel é bem específico: ele serve para cobrir a quitação do financiamento imobiliário em caso de morte ou invalidez. Se o responsável pelo imóvel contratar este seguro e vir a falecer ou ficar incapaz de trabalhar, todo o valor do imóvel é quitado pela seguradora contratada. 

Quando há outro responsável também, a metade do falecido ou incapacitado é assumida pela seguradora e o restante continua sendo pago por este outro responsável.

Normalmente, este tipo de seguro de imóvel também cobre alguns danos físicos ao imóvel, incluindo desmoronamentos e outros problemas dos mais diversos causados por desastres naturais como chuvas e ventos fortes e enchentes.

 

2. Seguro residencial

Seguindo, o seguro residencial é, provavelmente, o seguro de imóvel mais comum e mais contratado por quem quer proteger seu imóvel — sendo indicado para praticamente todos os casos. A cobertura mais básica dele costuma incluir os mesmos aspectos presentes nos seguros habitacionais, porém com um diferencial importante. Enquanto o habitacional cobre somente a estrutura na maioria dos casos, o residencial também pode incluir os pertences do contratante caso eles venham a ser perdidos em incêndios ou inundações, por exemplo.

Considerando tudo que protegem e o fato de terem um bom custo-benefício, recomenda-se fortemente a contratação de um seguro residencial por qualquer pessoa.

 

3. Seguro fiança

O terceiro tipo de seguro de imóvel desta nossa lista é um pouco diferente dos demais. Ele é, na verdade, uma alternativa ao fiador. O que este seguro faz é cobrir o valor do aluguel para o proprietário caso o inquilino venha a ficar inadimplente. Dessa forma, o proprietário não fica sem o seu dinheiro de jeito nenhum e muitos problemas são evitados.

Por outro lado, este seguro pode não ser muito interessante para o inquilino, visto que é ele quem deve arcar com este custo. Ainda assim, existe a possibilidade de ele não ter o fiador, e são nestes casos que o seguro fiança pode aparecer como uma alternativa interessante a todos os envolvidos.

 

4. Seguro incêndio

Quando você é o inquilino de um apartamento, a última coisa que você quer é que o imóvel passe por algum problema e você seja responsabilizado por isso, certo? Dependendo da gravidade da situação, o prejuízo pode ser altíssimo e comprometer seus gastos mensais.

É exatamente por este motivo que muitos locatários optam pela contratação de um seguro incêndio. Com ele, a propriedade do locador fica protegida contra qualquer tipo de problema relacionado a incêndios.

 

5. Seguro condomínio

Por último, temos o seguro condomínio. Como o próprio nome sugere, ele é contratado por todo o condomínio. Seu custo é dividido entre todos os moradores. Vale citar aqui que ele é obrigatório no Brasil — todos os condomínios por aqui devem ter um seguro condomínio. As proteções incluídas nele dizem respeito a sinistros somente nas áreas comuns, e não nos apartamentos.

Na prática, isso quer dizer que morar em um condomínio e, consequentemente, ter o seguro condomínio não exime o morador de contratar outro tipo de seguro. É somente com os dois que o imóvel ficará completamente protegido.

 

E você, já conhecia todos os tipos de seguro de imóvel apresentados? Conseguiu, com este texto, ver qual das opções é a melhor para o seu caso? Caso tenha gostado deste texto e queira receber mais conteúdo como este, siga a Adriano Imóveis no Facebook e no Instagram!

Você pode gostar

tempo mínimo de aluguel

Existe tempo mínimo de aluguel para fechar um contrato?

seguro incêndio na locação

Seguro incêndio na locação: é obrigatório? E quem deve pagar?

como anunciar um imóvel

Saiba como anunciar um imóvel para alugar

visitas de aluguel na pandemia

Como têm sido as visitas de aluguel na pandemia?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *