creci

O que é COFECI, CRECI e por que você deve se preocupar com isso

Praticamente todas as profissões têm órgãos reguladores no Brasil. No caso da medicina, por exemplo, que é um dos mais famosos, temos o CFM (Conselho Federal de Medicina) e os CRMs (Conselhos Regionais de Medicina). No mercado imobiliário não é diferente.

 A profissão de corretor de imóveis possui como órgãos reguladores o COFECI e o CRECI.

Você já ouviu falar nestas siglas Tem alguma ideia do que elas representam? E, mais do que isso, que papel elas exercem no dia a dia do mercado? Neste texto, nós respondemos todas as dúvidas que você pode ter a respeito do CRECI.

Além de mostrar o que ele é e até onde vai sua atuação, nós também explicamos por que você deve se preocupar com o COFECI e CRECI, tendo o cuidado de contar apenas com corretores e imobiliárias que têm registro neles.

Para saber mais, continue a leitura abaixo!

 

O que é COFECI e CRECI?

O COFECI (Conselho Federal dos Corretores de Imóveis) fica no Distrito Federal e atua na esfera federal.

Já o CRECI (Conselhos Regionais dos Corretores de Imóveis) são entidades representativas do COFECI e estão distribuídos em 25 unidades do país. Por se tratar de um órgão regional, cada estado tem o seu.

Os conselhos são relativamente recentes, sendo que o COFECI foi fundado em 1962 e os CRECIs logo depois. Juntos, COFECI e CRECI são um sistema fiscalizador e regulatório da profissão de corretores de imóveis.

As principais funções do CRECI de cada estado são a fiscalização e o controle das funções de corretores de imóveis e imobiliárias. São esses órgãos que registram e habilitam tanto os profissionais quanto as empresas, além de punirem quem estiver exercendo a função sem o devido licenciamento.

Outras funções secundárias do CRECI incluem a prestação de apoio jurídico a seus filiados e a promoção de eventos relacionados à área.

No final das contas, eles são importantes tanto para os profissionais do mercado imobiliário quanto para os clientes, visto que a mera existência de um conselho regulatório já auxilia a profissionalizar todo o setor.

 

Por que você deve ficar atento?

Mas por que você, cliente, seja com o objetivo de entrar como locador ou como locatário, também deve saber da existência do CRECI e ficar atento quanto a isso? É simples: porque apenas profissionais filiados ao conselho são verdadeiramente confiáveis para o seu processo de venda ou aluguel de um imóvel.

Se algum problema relacionado a má fé por parte do corretor ou da imobiliária ocorrer durante o processo, você terá a quem recorrer. Por outro lado, caso opte por contar com a parceria de um profissional não certificado, ele até pode vir a ser punido futuramente, mas você talvez não tenha a assessoria que precisaria.

E saber se a imobiliária que você escolheu é filiada ao CRECI é fácil: basta dar uma boa olhada no site, nas redes sociais ou em qualquer documento da empresa. Teoricamente, ela é obrigada a divulgar seu número de registro no órgão. Em último caso, você também pode perguntar. Contudo, se a pergunta não for respondida, desconfie.

Outra possibilidade é entrar em contato com o próprio CRECI da sua região. Ele poderá informar se a imobiliária está regularizada ou não. Tudo isso com o objetivo de garantir a sua segurança e deixar o mercado cada vez mais profissional.

A Adriano Imóveis tem seu registro em dia no CRECI/SC, sendo indicada como uma empresa segura para o seu aluguel. Quer saber mais? É só entrar em contato conosco!

Você pode gostar

orçamento mensal

Como definir um orçamento mensal de gastos com aluguel?

alugar ou financiar

Alugar ou financiar um imóvel: qual a melhor opção?

reformas que valorizam um imóvel

3 reformas que valorizam um imóvel

kitnet

Loft, flat, studio e kitnet: qual é a diferença?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *